Não é novidade que a demanda por profissionais de saúde nos Estados Unidos segue alta.

Fatores como o envelhecimento da população, avanço acelerado da medicina, políticas de saúde pública e aposentadoria precoce de profissionais continuam a sustentar essa necessidade.

Mas o primeiro passo para atuar no mercado de trabalho americano é tirar o visto.

Você sabe qual tipo é o mais indicado? Leia o artigo!

 

Quais são os vistos imigratórios e os não-imigratórios?

Explorar as possibilidades de vistos é como um mapa. Os imigratórios abrem as portas para uma jornada mais longa, oferecendo a chance não apenas de trabalhar, mas de estabelecer raízes e contribuir com o mercado.

Por outro lado, os do tipo não-imigratórios são temporários e levam a trajetórias profissionais mais curtas — mas não menos valiosas.

 

Vistos imigratórios

Os vistos de imigrantes servem basicamente para autorizar a entrada de pessoas que planejam viver nos Estados Unidos. 

Alguns dos tipos mais conhecidos são o IR-1 e o CR-1, para quem possui um cônjuge de cidadão americano, e o K-1, para quem vai se casar com um cidadão norte-americano, por exemplo.

Mas o que provavelmente interessa a você são os vistos imigratórios relacionados à sua profissão (Employment Based), como o EB1-A para profissionais que conseguem comprovar sucesso na sua carreira, e o EB-2 NIW quando o tipo de trabalho é de interesse do país.

Passados cinco anos com a residência permanente, você poderá iniciar o processo de solicitação para cidadania.

 

Vistos não-imigratórios

Os vistos não-imigratórios possuem um prazo definido e não dão acesso direto a um Green Card.

Exemplos desse tipo de visto incluem turismo (B-1 e B-2), trabalho (H-1B) ou de estudo (F-1).

É fundamental se atentar aos objetivos e limitações de cada tipo de visto. Por exemplo, não é permitido trabalhar ou estudar com um visto de turismo ou de estudante.

 

Vistos imigratórios mais comuns

Apesar das regras, é possível encontrar a melhor opção sem dificuldades.

Se você é profissional de saúde com mais de cinco anos de experiência, você já cumpre o requisito mínimo básico para um dos vistos imigratórios que citamos acima, o EB-2 NIW.

Outro exemplo, que já falamos, é o EB1-A, direcionado a profissionais com habilidades de destaque nas áreas de ciências, artes, educação, negócios ou esportes.

Essas habilidades costumam ser comprovadas por meio de prêmios, vínculos com associações, publicações em sites ou jornais, remunerações acima da média, entre outros.

Escolher o visto certo pode ser o passo mais importante para iniciar sua jornada profissional nos Estados Unidos.

Se você é um profissional de saúde com o desejo de trabalhar nos EUA, analise cuidadosamente suas qualificações e objetivos antes de tomar uma decisão.

Afinal, cada escolha de visto é uma abertura para uma nova fase da sua carreira internacional.

MigTech Hub

2023 © MigTech Hub. All rights reserved